Tel.: (11) 5081.4936 / 5082.3913 - WhatsApp: (11) 94086.1112
Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 270
(próx. ao metrô Ana Rosa)
Vila Mariana - CEP: 04014-000 - São Paulo - SP

Movimento Antivacina e os Perigos para a Saúde

Nos últimos anos, o movimento antivacina veio ganhando cada vez mais força com a ajuda da internet. Com o excesso de fake news circulando pelas redes sociais e a facilidade de compartilhamentos, cada vez mais pessoas vêm se mostrando adeptas desse pensamento que julga as vacinas como algo desnecessário ou até prejudicial para a saúde.

Em 2019, a OMS (Organização Mundial da Saúde) listou o movimento antivacina como uma das 10 maiores ameaças para a saúde global, só para termos uma noção da gravidade da situação. As vacinas foram uma das maiores conquistas da medicina e é graças a elas que hoje muitas doenças foram controladas em vários países, mas aos poucos estão voltando a aparecer por causa desses movimentos opositores.

Neste artigo, entenda como os antivacs (como é chamado esse movimento na internet) representam um grande perigo para a sociedade.

Importância da vacina

Muitas doenças perigosas que acometeram a humanidade ao longo das décadas já não oferecem mais nenhum risco atualmente, graças à imunização em massa proporcionada pelas vacinas. Mais pessoas vacinadas não resulta apenas em menos pessoas doentes, mas também impede que o vírus continue sendo propagado, chegando ao ponto de não existir mais em certas regiões.

No Brasil, foi possível ver o reflexo dos movimentos antivacinas entre 2018 e 2019, quando eles realmente ganharam força. O sarampo, uma doença viral que já havia sido controlada no Brasil há muitos anos, voltou a se manifestar em algumas pessoas. Pouco a pouco mais casos foram aparecendo, até chegar ao ponto de mobilizar uma campanha de vacinação para conseguir combater esse surto inesperado.

A única forma de prevenir o sarampo é tomando a sua vacina, que está inclusa no calendário de vacinação infantil. A partir do momento que algumas pessoas deixaram de vacinar seus filhos, o vírus voltou a circular e isso colocou todos em um risco desnecessário.

Por ser um problema global, muitas vezes uma pessoa antivacina pode realizar uma viagem internacional e carregar um vírus consigo para outros lugares. Foi assim que começou o novo surto de sarampo no Brasil, com estrangeiros (vindo principalmente da Europa) visitando o País e contagiando crianças não vacinadas por negligência de seus pais, que são a favor do movimento.

Faça sua parte!

Os resultados de tudo isso podem ser ainda mais catastróficos, principalmente se os antivacs continuarem ganhando força. Quanto menos pessoas se vacinando, maiores os níveis de morbidade e mortalidade no futuro, algo realmente preocupante. Sendo assim, precisamos fazer a nossa parte e tentar minimizar esses danos ao máximo.

O primeiro passo é combatendo a desinformação. Toda vacina passa por um longo período de testes e possui apuração e aprovação baseada em estudos científicos. Não existe efeitos colaterais, reações adversas ou qualquer risco para a saúde, muito pelo contrário: ela só traz benefícios!

É sempre importante ter isso em mente ao ler qualquer coisa que tente difamar a vacinação pela internet. Lembre-se que a maior força dos movimentos antivacinas vem das fake news, então não acredite em tudo que lê nas redes sociais, busque fontes que possam comprovar aquelas informações e não saia compartilhando tudo que aparecer, principalmente quando for algo muito chocante ou sensacionalista.

Se você tem filhos pequenos, siga o calendário de vacinação à risca para garantir a melhor proteção possível para todos eles. Vale lembrar que não é só criança que toma vacina, adolescentes e adultos também precisam! Fique alerta às campanhas e busque se informar sobre as vacinas recomendadas para cada faixa etária.

Juntos podemos combater esses movimentos e garantir um futuro muito melhor para todos!

Referências

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/os-perigos-do-movimento-antivacinas/

https://www.sbmt.org.br/portal/anti-vaccine-movement-is-one-of-the-ten-threats-to-global-health/

https://www.unicamp.br/unicamp/ju/artigos/luiz-carlos-dias/movimento-antivacinas-uma-seria-ameaca-saude-global

© 2021 - Prometheus Centro de Imunização e Infusão
Horário de Funcionamento:
Seg. - Sex. das 8h00 às 18h00
Sábados das 8h00 às 14h00
Tel.: (11) 5081.4936 / 5082.3913
WhatsApp: (11) 94086.1112